quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Postal (25) - Évora 1973 (4)

* Victor Nogueira
.
.

Paço de Arcos
73.10.02
MCG

Ericeira,
Praia do Norte

Querida C.


Defronte a mim o Tejo refulge como um espelho. Passa uma fragata e há barcos ancorados. O ferry boat prepara-se para acostar. Passam pessoas ali em baixo na rua e as gaivotas evolucionam sobre o rio. Estou no 2º piso dum autocarro, aguardando que ele parta. Começou a andar. Até já.

............

Afinal já se passaram 24 horas sobre as linhas anteriores. Almocei com a Emília [Dias], que está gira com o cabelo curto e gentil. O almoço, na "Isaura", ali na Av.de Paris, estava bom e falámos dos nossos velhos companheiros de lides associativas [estudantis] - quantos já se integraram no sistema ? Outros continuam a lutar, alguns à custa da própria liberdade. Logo após o almoço irei para Évora. A minha Mãe aproveita para passear e leva me.


A campanha eleitoral começou ontem. No círculo de Beja apenas há a lista do Governo [ANP - Acção Nacional Popular] Junto te envio dois editoriais do República.


Beijos e abraços do VM


Agradeço-te que não deites fora a papelada que te vou enviando.


Évora
73.10.09
MCG

Porto, Igreja dos Clérigos

XE "Porto: Igreja dos Clérigos"§Querida C.


São umas 21 horas e daqui te envio um aceno amigo. Daqui da tabacaria da esquina, cheia de gente que aguarda ligações telefónicas. Estou com um princípio de valentíssima constipação. Acabei há pouco de jantar - uma porcaria! - e daqui a pouco vou até casa para terminar o trabalho de Doutrinas Sociais, cuja 2ª parte está fraquinha e desconexa da 1ª. Tenho de refundir uma ou 2 páginas.


Gostava de ter falado contigo hoje. Tenho saudades tuas - muitas. Beijos e abraços VM


Escreves me?


Évora
73.10.30
MCG

Arraiolos,
o Castelo

Querida C.


Um castelo circular é, para mim, surpreendente. Imagino-os em linha quebrada, poligonais. Bem, mas de Arraiolos foi o postal mais jeitoso que encontrei. Escrevo-te aqui nos "Manuéis" [Restaurante na R. Raimundo] enquanto espero o peixe grelhado. Vamos lá ver que tal o GORAZ. Em frente a mim o [Luís] Carmelo aguarda também o seu almoço. O dia está chuvinhante. Vou para Lisboa daqui a pouco no comboio das 14.45. Cerca das 18 lá estarei. O entusiasmo não é grande, pois tenho presente o sossego que não tenho. Estarei de volta 5ª feira. VM


Lisboa
73.10.73
MCG

Viseu, Sé e Museu Grã Vasco

A princípio pensei que fosse a Sé do Porto, mas não! Escrevo-te no antigo laboratório da Farmácia [Sanitas, no Largo Luís de Camões], no tempo em que as mezinhas eram manipuladas aqui nas traseiras. São cerca de 17:00 e os empregados tomam cházinho com bolos. O tempo por cá é muito mais ameno que por essas bandas. Ah! o cházinho é porque a minha tia Esperança faz ... 71 anos. Tenho andado sem sentido, dum lado para outro. Comprei uma gabardina e uns livritos, bem como uns cabides para pôr toalhas no quarto de banho (Vamos ver se são funcionais) Também comprei uns livritos, mas não encontrei o que procurava: "Antropologia Aplicada".

Bem, vou pregar a outra freguesia. Dá por mim saudações a tua Mãe. Para ti beijinhos do VM


Setúbal
73.11.01
MCG

Setúbal, Praça do Bocage

Daqui da esplanada do café, olhando á minha direita, a paisagem é esta. Olha lá, e se a gente viesse viver para Setúbal? É mais sossegada que Lisboa e é uma hora de camioneta! A tarde está chuvosa, o café está cheio de gente, rapazes e raparigas, e a passarada faz uma chilreada enorme por entre as árvores. A minha Mãe trouxe me até aqui , onde ás 18 horas apanharei a camioneta para Évora. Conheci hoje uma senhora com 65 anos mas toda cheia de genica e desassombro, como não há muitas mulheres em Portugal. (que eu conheça!). Olarilas. Antão, que tal esse Dia de Todos os Santos? A minha Mãe manda te muitos beijinhos. Abraços do VM


Évora
73.11.07
MCG

Arraiolos,
Pelourinho, vista geral e o Castelo

Querida C.


De Arraiolos, 3 vistas em 1. Vim de lá há pouco, em mais uma missão que oficialmente é de inquiridor do Ministério das Corporações e particularmente é o modo de cuidar de mim, i.e., de arranjar massas.


Fui hoje ao Castelo, pela 2ª vez, que mais parece o redondel duma praça de touros. Para além disto estivemos na Casa do Povo e na Caixa de Crédito Agrícola Mútuo.


Começaram hoje as aulas de "Estudos da População ". O [Pe.Augusto Silva] limita-se praticamente a ler as folhas. Cada vez suporto menos os jesuítas.


Bem, a hora do jantar "aprochega-se" Beijinhos do VM


Lisboa
73.11.21
MCG

Lisboa, miradouro de Sta. Luzia

Neste passeio por Lisboa, vindos do Castelo de S.Jorge para o Rossio, nada como uma paragem para ver Alfama, mais aquela senhora lá em baixo, de janela escancarada, indiferente ao devassar da sua intimidade. Como te disse fui ontem a casa do Armando Nogueira, por causa do trabalho de Doutrinas Sociais. Ele tem uma casa muito bonita. Está doente há uns quinze dias. Tivemos uma amena conversa, mas saí de lá "doente". Tenho andado bastante deprimido e custa-me a suportar a ideia de que não é tão cedo que me livro do Instituto e dos jesuítas.


Por hoje é tudo. Beijos e abraços do VM

1 comentário:

Maria, Simplesmente disse...

Destes gosto e muito!
Não há um bocadinho para dizer "Olá" a uma amiga?...
Bj
Maria