domingo, 27 de abril de 2008

Do rio que tudo arrasta ... (8) - 25 de Abril - Câmara de Lisboa e Assembleia da República sem cravos


* Victor Nogueira
.
Ao contrário das rosas, os cravos picam. E assim Pedro Sant'Anna, o «menino guerreiro» que vai andando por aí deixou, de plantá-los. Nem Carmona Laranja nem Costa Rosa se aperceberam disso atempadamente pelo que não houve qualquer providência cautelar! Mas o Senhor Professor Doutor Cavaco Silva, actual e Excelentíssimo Presidente da República eleito em «democracia» foi o 1º a dar o exemplo ao sistematicamente não comparecer nas comemorações do 25 de Abril de cravo vermelho ao peito. É verdade que toda a bancada do PS o tinha desta vez na lapela. Mas seria mero ornamento que faz lembrar os versos da cantiga de José Barata Moura, do milénio passado: «Cravo Vermelho ao peito / A muitos fica bem / Sobretudo faz jeito / A certos filhos da Mãe»?

.
Depois dos recentes elogios dos Presidentes da República, «senhor Silva» e da Assembleia da República, o cubano e colonialista «camarada» rosa do «bando de loucos», de seu nome Jaime Gama, que é «oposição» ao por eles reconhecido democrata, o atilado dr. Alberto João Jardim, da Madeira, que mais se pode esperar? Dinheiro só para rosas e malvas, que os cravos magoam e podem mesmo matar. Cristo que o diga! E «a Madeira é um jardim, como outro não há igual» ... conforme cantava o da »mula da cooperativa» !
.
Relembre AQUI o

Cravo Vermelho ao Peito

.
.

2 comentários:

Leonor disse...

No meu blog, nesse dia, coloquei rosas e um cravo!
Rosas porque (...) ainda acredito em milagres e um cravo que ostentei orgulhosamente ao peito, nas cerimónias oficiais, porque acredito sobretudo neles!
.
Abraço
ter 29-04-2008 11:03

Nuno disse...

Viva
Como vai???
realmente tem razão
porque por estas bandas não se tem visto muito e não é há falta de coisas para ver
não sei se me entende.
um abraço