quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

narrativas do pêésse ou "A estratégia imbecil"


* Victor Nogueira

Pois ... A "narrativa" é a mesma. Em nome da "esquerda" e para salvar o PS, PCP/BE/PEV devem apoiar as medidas do PS mesmo que delas discordem pois senão fazem o jogo do "lobo mau" travestido de Passes de Coelho/PSD. Foi assim com o PEC IV, vítima da cambalhota do PSD/CDS, seria agora com a CGD, a TSU e o que mais se verá. 

O mal não são as cambalhotas da direita para tirar o tapete ao PS, embora este não renegue o apoio da direita . mesmo na actual legislatura - quando tem de afrontar a "esquerda". O mal é a esquerda, "les bêtes noires", que não dá cambalhotas para apoiar a política do PS quando a direita angelical dá cambalhotas para tirar o tapete ao PS. Se isto não é uma visão totalitária da política, o que será ? 

"Equilibrismo" do PS e do PSD ? Sempre na mira da "maioria" absoluta, para poderem governar sem compromissos ou negociações, que seria uma das bases da democracia contra o totalitarismo ? "Tudo pelo PS, Nada contra o PS", será a consigna ? Afinal o PAF minoritário pretendia ser Governo e aplicar o seu programa, com o apoio ou a abstenção "violenta" do PS.

EM TEMPO - Segundo as tiradas assiscacianas de Passes de Coelho o PCP/BE/PEV são a "extrema esquerda" irresponsável pronta a tramar PS de "esquerda", este com elevado e responsável sentido de estado, que passa a "esquerda conservadora" quando a direita passa a "trauliteira" sempre que PS e PSD se não entendem

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

A estratégia imbecil

O BE, o PCP e os VerDes, incomodados com as sondagens, procuram afirmar-se explorando o voto parlamentar em matérias onde discordam do PS e julgam poder vir a ganhar votos. Já o fizeram com a CGD, voltaram a fazê-lo com o salário mínimo, poderão fazê-lo noutras matérias como a PPP. 

Foto - Skyscraper Construction in (largely) the 1920's&'30's in New York

Sem comentários: