terça-feira, 14 de março de 2017

Sócrates, os azes, os marqueses e as duquesas

* Victor Nogueira

Sejam os presumíveis donos disto tudo, sejam os mexilhões da arraia miúda, nenhum deles utiliza ou tem à sua disposição os alto-falantes e os palanques da comunicação social, acreditem ou não na “Justiça”. Uns porque são os donos disto tudo, outros, a esmagadora maioria, porque não passam de arraia miúda, zés e marias ninguém, de pé descalço. 

Mas Sócrates, desde sempre esbracejando como náufrago prestes a afogar-se, tem a comunicação social a seus pés. Julgou Sócrates que era inimputável, por beijar Merkel e abraçar Sarkozy e Barroso ? Será Sócrates, com ou sem consciência, apenas descartável e desesperado peão nas mãos dos donos disto tudo que, ao contrário dele, “confiam” na cega “Justiça”

Quem fica encoberto com a poeira que Socrates levanta e a comunicação social amplifica ? A narrativa segue dentro de momentos, como nas telenovelas de faca e alguidar ? Será de considerar o provérbio português de que “Quem mais grita, não é quem tem mais razão” ?

Isto significa que quaisquer actos de investigação praticados a partir daí no âmbito…
PUBLICO.PT
Gosto
Comentar

Sem comentários: