segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

as pudibundas virgens ofendidas ou O OSSO DA CGD




* Victor Nogueira

Ora Ora ! no meio deste imbróglio com  Frei Tomás, Madre Tomásia e Montesnegros como pudibundas virgens ofendidas sem que o espelho lhes diga qual delas é mais mentirosa  diz o roto para o nú. «Entre mentirosos/as, entre passes e cristas na onda, venha o diabo finalmente e que escolha quem vence o "campionato" das inverdades e possa dizer desta água nunca bebi.»






Por António Bagão Félix

Erro de percepção mútuo

domingo, 19 de fevereiro de 2017

a saga enrodilhada dos sms e dos virtuosos do psd/cds

* Victor Nogueira

18 de fevereiro de 2017 às 18:52

Creio que as operadoras são obrigadas a manter a gravação das telecomunicações por um certo período. E se assim for a lei deve prever as condições de acesso, designadamente por ordem do tribunal. A questão é saber se Domingues e demais implicados irão ver a devassa de todos os sms ou apenas os que digam respeito ao tema que preocupa os virtuosos do psd/cds e, neste último caso, quem decide o que é ou não relativo à questão. Apenas esses sms seriam transcritos, aliás como sucede com as escutas telefónicas.

Teresa de Sousa em "Mentiras e ... mentiras"

* Victor Nogueira

Lendo os capítulos que a seguir TS desenvolve – desancar no PSD - o início da prosa surge a martelo, com as referências a Cunhal e ao Comunismo, Esta sociedade - capitalista - resulta das Revoluções Burguesas, como a Francesa, que também prometia “amanhãs que cantam”, baseados de facto na miséria e repressão dos camponeses e das classes trabalhadoras e semeados de guerras mundiais e regionais e de saque das países colonizados e de genocídios (África, Américas, Austrália ...). Sobre isto assenta a “prosperidade” dos donos dos meios de produção. As “utopias” das Revoluções saldaram-se em fracasso, isto é, na miséria em que estamos. TS crê na TINA do capitalismo e outros na servidão e no esclavagismo ? Mas outros crêem que “sempre que um homem sonha o mundo pula e avança.” Apenas para o abismo [e o apocalipse] ?

O Diabo não chegou em Setembro, é verdade, mas estamos ainda muito longe do paraíso. O Diabo pode voltar.
PUBLICO.PT|DE TERESA DE SOUSA

***
1. Na semana passada veio-me à memória uma história, já antiga, que sempre me deixou perplexa. Muita gente de direita (incluindo alguns amigos meus) exibia sem complexos a sua admiração por Álvaro Cunhal, com um argumento que era quase sempre o mesmo: a sua enorme coerência. E eu perguntava a mim própria se as pessoas em causa tinham ideia do que lhes aconteceria se o Partido Comunista tivesse conquistado o poder em Portugal. Estávamos em plena Guerra Fria. O destino da burguesia e dos “inimigos do povo” nos regimes comunistas era o que todos sabíamos.

Na quarta-feira passada, pensei que tinha finalmente encontrado a explicação. Na televisão, em directo do Parlamento, Luís Montenegro e Nuno Magalhães, com um ar compungido, diziam que a sonegação de informação aos deputados significava o caminho para o totalitarismo. Leram bem: totalitarismo. Podiam ter falado em autoritarismo, ditadura, fascismo, mas não, foram imediatamente para o mais intolerável de todos os regimes antidemocráticos. Afinal a admiração pela coerência de Álvaro Cunhal estava justificada: provavelmente não tinham a menor ideia do que seria um regime totalitário. A ilusão durou segundos. Nada disto tem que ver com o actual Partido Comunista. O comunismo como ideologia foi praticamente varrido da face da terra. As sociedades onde dominou durante décadas ainda hoje sofrem as consequências da incalculável destruição humana que provocou. O PCP mantem no programa a sua fidelidade ao marxismo-leninismo, porventura porque não tem nada à mão para substituir a sua ideologia fundadora. Mudou de natureza. É um partido de protesto que vive da sua implantação sindical, sobretudo na defesa dos que já estão bastante bem (empresas públicas e funcionários públicos). Já perdeu boa parte da sua capacidade mobilizadora. Está isolado internacionalmente. Levou tempo, mas percebeu que se tinha esgotado há muito a estratégia de fazer do PS o “inimigo principal” e que era preciso provar aos simpatizantes que podia ter alguma influência na governação. Sobre o totalitarismo estamos conversados. O que me causou maior impressão foi ninguém reagir (que eu visse) a esta declaração verdadeiramente extraordinária, de tal modo estamos todos obcecados com as “mentiras” de Mário Centeno ou, no caso, a barreira que os partidos que apoiam o Governo puseram às novas exigências da oposição na comissão parlamentar de inquérito. (...)


 14 COMENTÁRIOS



  1. ana cristina
      
    missão: justificar, minimizar, suavizar o diabo que anda por aí nas mentiras do Centeno e na guerra aberta a quem lhe aponta o dedo.


  2. Amora Bruegas
      
    De facto, essa gente não tem noção do que é viver num regime socialista totalitário. Contudo, o seu amigo MSo ares impos um ambiente totalitário.., mascarado de democracia... ou como explica que tenha andado a adquiri marfim e diamantes de sangue com Jonas Savimbi, o colégio Moderno tenha ficado com terrenos da U. Clássica de Lisboa, ou tenha fabricado DUAS fundações para culto da personalidade, com dinheiros do povo. Diferenças das outras..., só de fachada!


  3. Manuel Abreu
      
    O luís Simões foi aos arames com a ressurreição do totalitarismo. Mas olhe que quem fez o milagre da ressurreição não foi Teresa de Sousa - antes pelo contrário, até condenou esse milagre por parte do PSD - foi o líder da bancada do PSD, um tal Montenegro. A TS limitou-se a constatar que só é possível falar de totalitarismo como um fóssil, em termos históricos, assim com se faz com o nazismo, p.ex. . Hoje em dia o PCP limita-se a sobreviver protestando e protesta sobrevivendo. Por conseguinte, mais um texto certeiro e objetivo de TS. Haja saúde!


  4. Eleitor
      
    De facto o Diabo não chegou e por este caminho não vai chegar, conforme diz e deseja a jornalista. A sra. tem tendências de direita, ok, está no seu direito. O que não tem direito é de mentir sobre a realidade e a realidade revela progressos económicos e sociais que devia destacar, se fosse isenta. O Diabo poderá chegar é se o seu PSD chegar de novo ao governo.


  5. Jose Belo
      
    De verdades, verdadinhas, verdadeiras, era o anterior governo um impoluto. Nunca esconderam nada ao povo. Enfim, mais uma escriba da paf. Gostava de ter visto esta jornalista, com o mesmo tipo de escrita, denunciar todos os casos de que foram intervenientes os anteriores governantes (passos coelho e paulo portas).


  6. Victor Nogueira
      
    Lendo os capítulos que a seguir TS desenvolve – desancar no PSD - o início da prosa surge a martelo, com as referências a Cunhal e ao Comunismo, Esta sociedade - capitalista - resulta das Revoluções Burguesas, como a Francesa, que também prometia “amanhãs que cantam”, baseados de facto na miséria e repressão dos camponeses e das classes trabalhadoras e semeados de guerras mundiais e regionais e de saque das países colonizados e de genocídios (África, Américas, Austrália ..- ) Sobre isto assenta a “prosperidade” dos donos dos meios de produção. As “utopias” das Revoluções saldaram-se em fracasso, isto é, na miséria em que estamos. TS crê na TINA do capitalismo e outros na servidão e no esclavagismo?Mas outros crêem que“sempre que um homem sonha o mundo pula e avança.”Apenas para o abismo?


  7. Manuel Araújo
      
    Tem razão, há mentiras e mentiras: de um lado uma suposta mentira inocua, de Mário Centena, do outro, às dezenas ou centenas de mentiras da dupla Passos Coelho/Maria Luís, no tempo em eram governo e estas sim, tiveram consequências. Estamos fartos de saber o alinhamento político de Teresa deSsa, resta saber se esse alinhamento é compaginavel com a defesa de todos os portugueses, inderecentemente das suas cores políticas. Uma jornalista que se diz independente tem o dever moral de imparcialidade, até por se tratar de uma figura pública.


    1. Luis Simões
        
      Alguma vez ela se afirmou "independente"? Não me lembro...


    2. Manuel Araújo
        
      Mesmo não se tendo identificado como independente, o que nem sei se corresponde à verdade, devia coibir se de demonstrar o seu azedume laranja. Inteligente como é, saberá que o jornalismo de qualidade é sempre independente, sim senhor.


  8. cisteina
      
    Mais uma boa análise dos factos, excelente crónica, com aquelas propriedades que aprendi em jovem quando estudava português: unidade, integridade, vida e interesse. Quanto ao diabo, ele anda por aqui e por todo o mundo, talvez chegue, se envergonhe de aparecer, talvez tenha dificuldade em escolher, são tantas as desgraças espalhadas que nem sabe onde atalhar. Mas gostei de ler (já sabia) que o comunismo falhou e que o PCP sobrevive à custa dos sindicatos e do funcionalismo público e, por isso, estamos como estamos, a mesa do orçamento sempre se alarga (ou) a quem dela está perto.


    1. Luis Simões
        
      Em resumo, gosta de se manter na sua área de conforto. Quem não gosta?


  9. Luis Simões
      
    "O PCP mantem no programa a sua fidelidade ao marxismo-leninismo (...) É um partido de protesto que vive da sua implantação sindical (...). Já perdeu boa parte da sua capacidade mobilizadora. Está isolado internacionalmente" A tomar os seus desejos por realidades e por isso sempre a falhar. O PCP mantém a doutrina que os seus membros escolheram, é um partido de luta que vai à luta e os seus militantes mobilizam-se sempre nas lutas pelas liberdades, democracia e direitos, e continua fiel e fiável aos seus amigos nacionais e internacionais que bastante o respeitam...


  10. julio
      
    Embora os Thinks continuem de vento em popa, a sra não consegue esconder que se sente órfã... falta-lhe o "pai" iluminado da sala oval... estou curioso para ver quando se irà "deitar" com ele...


  11. porto
      
    Não se preocupe, não a interpretamos mal. Fretes são fretes, e uma pessoa precisa de ganhar a vida.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

PS avisa que não aceita violar a lei na nova comissão à CGD

* Victor Nogueira

Passos Coelho mentiu na campanha eleitoral da anterior legislatura e continuou a mentir enquanto 1º Ministro ? NO PROBLEM. Maria Luís mentiu sobre os swaps, sobre os reembolsos, etc etc etc, incluindo em Comissão de Inquérito ? NO PROBLEM. Portas mentiu sobre a sua irrevigável demissão ? NO PROBLEM. O FMI, o BCE, a CE, isto é, a TROIKA "enganaram-se" ou enganaram-nos sobre a solidez da banca portuguesa ? NO PROBLEM. Cavaco "enganou-se" sobre a solidez e credibilidade da banca do Espírito Santo,provocando prejuízos entre os depositantes ? NO PROBLEM. PSD/CDS são mentirosos compulsivos, rectifico, enganam-se e consequentemente somos por eles enganados ? NO PROBLEM. O folhetim dos trampolineiros vai continuar enquanto houver guita e corda ? IT'S A PROBLEM

Carlos César recusa que sejam pedidos os SMS trocados entre o ministro das…
PUBLICO.PT|DE SOFIA RODRIGUES

As quintas de cavaco




* Victor Nogueira

Pois ... Se o homem mandasse com os seus tiques ditatoriais o PCP há muito estaria na clandestinidade. Pena que gabando-se de tanta ciência e "autoridade", não se tenha apercebido que a banca era uma falperra gerida e fiscalizada por uma tropa fandanga. E com tantos amigalhaços lá, desde Cardonas a Varas, de Rendeiros a Jardins e Gonçalves, sem esquecer o Espírito Santo e o Constâncio, ninguém lhe soprou ao ouvido o estado do pandemónio gerado e gerido pelo ps(d)cds ?

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Fisco não vai prolongar validação de facturas

* Victor Nogueira

COMENTÁRIO MEU AOS COMENTÁRIOS ON LINE
O que está errado é os contribuintes terem deixado para o último dia validarem as facturas. Tiveram os 1ºs 15 dias de Fevereiro para fazê-lo. Porque não o fizeram e deixaram tudo para o ultimo dia ? 1 milhão e meio no último dia é obra !

Quase 1,5 milhões de contribuintes deixaram para o último dia a validação de despesas no e-faturas. O portal falhou, mas o ministério não irá estender o prazo, que terminou quarta-feira.
PUBLICO.PT|DE LILIANA BORGES

Costa sobre CGD: "Isto já acabou na segunda-feira" com a nota do Presidente

* Victor Nogueira

Mas que confusões de quem desconhece a Constituição. Os ministros não são responsáveis perante o Presidente da República nem este tem que manter ou deixar de manter a confiança no Governo. O 1º Ministro responde perante o  Parlamento e os Ministros perante aquele. O 1º Ministro e o Governo não são responsáveis perante o Presidente da República nem este tem de manter ou deixar de manter a confiança nos Ministros. Pelos vistos Cavaco às quintas e Marcelo durante toda a semana confundem-se com os seus poderes e atribuições constitucionais ?
O primeiro-ministro considera que o assunto em torno da polémica da nomeação de…
PUBLICO.PT

O que diz Cavaco em Quinta-feira e outros dias

* Victor Nogueira

Pelos excertos pergunto: acaso Cavaco era Presidente da República com separação de poderes ou era "conselheiro" do Primeiro Ministro e do Governo ? E quereria Cavaco acumular os cargos de Presidente da República e de 1º Ministro-sombra, respondendo Sócrates perante ele e não perante o Parlamento ? Enfim, tiques de Professor Catedrático ?
O ex-Presidente apresentou o seu livro como uma "prestação de contas", que passa (claro) por Sócrates, Pinto Monteiro e muitos, muitos casos, vistos do seu gabinete. Eis um best of.
PUBLICO.PT

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Identidade secreta do homem que carrega códigos nucleares desvendada por selfie no Facebook

* Victor Nogueira

Terá sido mesmo assim ? Mas o tal sujeito das selfies é um parolo que se vai gabar nas redes sociais ? Quantos mais parolos irão surgir em redor do multimilionário Trump ? E não terá havido parolos do mesmo género nas presidências dos Bush, Clinton e Obama, não referidos pela comunicação social na altura ? Huuuummmmmmmmmm
No jantar que Donald Trump deu na sua mansão e que teve como convidado o…
PUBLICO.PT

domingo, 5 de fevereiro de 2017

TRUMP RESPONDEU MESMO ISTO A UMA PERGUNTA CRETINA DUM ENTREVISTADOR?

* Victor Nogueira

Trump "respeita" o "assassino" Putin: "Acha que o nosso país é inocente?" É O TITULO DA NOTICIA. MAS CONTINUANDO A LER VERIFICA-SE QUE O TÍTULO É MANIPULAÇÃO DO INEFÁVEL "PUBLICO".
BY JOVE. TRUMP RESPONDEU MESMO ISTO A UMA PERGUNTA CRETINA DUM ENTREVISTADOR?
À pergunta "vai dar-se bem com Putin", Trump disse não saber. "Respeito Putin. Respeito muitas pessoas, mas isso não significa que me dê bem com elas. Se me vou dar bem com ele? Não sei, não faço ideia. Até é provável que não", respondeu, sendo interrompido por O'Reilly: "No entanto, Putin é um assassino". "Há muitos assassinos por aí", retorquiu Trump. "Temos muitos assassinos. Acha que o nosso país é assim tão inocente?", acrescentou o Presidente dos EUA."

Numa entrevista à cadeia norte-americana Fox, o Presidente dos EUA reitera a…
PUBLICO.PT

21% dos aumentos dos bilhetes e passes acima do valor fixado

 * Victor Nogueira

É a eficácia da gestão das privadas, estúpidos. Qual serviço público, idiotas. A xico-espertice, o lucrozinho permitido e aliado e aos fretes do legislador acima de tudo. Isto está tudo ligado
Duzentas tarifas de autocarros da Grande Lisboa estão a ser passadas à lupa.…
EXPRESSO.SAPO.PT